sábado, 8 de outubro de 2016

Raptores Ep 1 - Parte 1 - Cap 4


Quatro meses separavam Escobar de Okami, em que ele teve de amargar a espera pelo tempo em que o navio levava para cruzar os oceanos, saindo da Espanha para o Japão. 

Nos últimos 100 anos, a maior ilha do arquipélago japonês passou por grandes transformações, verdadeiras revoluções política, social e cultural, com o fim do shogunato na Era Meiji, que se estendeu de 1868 a 1912, sendo levada a duas guerras territoriais, primeiro com a China, depois com a Rússia. Culminou com a Restauração Meiji, desencadeando uma época de guerra civil e muita violência. Não apenas as pessoas sofreram e se destruíram durante essa época conturbada, mas também a Mãe-Terra e seus filhos da fauna e flora. E muitos foram os que pagaram com a extinção pela covardia e canalhice humana. 

Os Lobos-de-Honshu por séculos foram considerados deidades e parceiros do homem em sua luta por sobrevivência. Deidades e parceiros enquanto convinha ao homem. 

Os tempos eram outros. Honshu não era mais uma região sem importância. Ela crescia e sua economia se expandia. E os lobos, outrora deuses, tornaram-se inconvenientes aos interesses comerciais dos japoneses. Um plano diabólico foi posto em prática: a erradicação total da espécie. 

A Era de Trevas pressentida por Okami finalmente irrompeu, levando escuridão total à terra que tanto amava e protegia. E a loucura e o desespero inundaram sua alma e a Treva a devorou, igualmente. 

Sozinha, sem mais seus irmãos Lobos-de-Honshu, que foram todos exterminados por doenças implantadas ao ecossistema e às armadilhas e caçadas, Okami não suportou a dor e a humilhação de ver morrer um a um sem poder, de fato, proteger e evitar que isso acontecesse. 

Ela, o último Lobo-de-Honshu, um ser Encantado, assumiu em definitivo a sua forma-falsa de lobo e se entregou sem luta às mãos dos caçadores. 

E era o seu corpo inerte que estava exposto no Museu Nacional do Japão, taxidermizado. Escobar olhava o corpo empalhado, um boneco bizarro do que um dia fora um ser vivo. Olhava sem enxergar de fato, sem conseguir acreditar. 

A Era de Trevas que sua amada Okami, Raptor de Honshu, preconizou, desabou também sobre Escobar, fazendo-o cair em definitivo no abismo escuro de seu espírito. 

A sombra que assediava seu íntimo, rondando e farejando como uma predadora eficaz, finalmente encontrou a brecha que precisava para entrar e se instalar. A porta larga da perdição havia sido aberta... 

E Escobar se corrompeu.

Fim da Parte 1.
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário